Agora que você chegou ao caribe hondurenho, está na hora de relaxar e se divertir.

Pronto. Estamos nas Ilhas da Baía. Mas e agora, por onde começar? Abaixo, algumas dicas do que fazer em Roatan e Utila.

ROATAN

A maior e mais conhecida das Ilhas da Baía é também a mais cara. Provavelmente por isso mesmo, ela é também a mais vazia. Portanto, não vá para Roatan esperando festa ou balada, você vai se arrepender. Ao invés disso, relaxe e coloque os pés na areia. Roatan é um lugar de praias de cartão postal, florestas tropicais e muito, muito mergulho!

West Bay Beach

A praia mais famosa de Roatan não ganhou este título à toa. (flickr.com/photos/katrinina/)

A pérola de Roatan, West Bay, fica na pontinha oeste da ilha. Águas quentes, cristalinas  e azuis; areia branca e fininha; palmeiras a perder de vista… West Bay é exatamente o que se espera de uma praia caribenha. A estrutura de bares e restaurantes é boa, e a praia é ótima para snorkel. É também lá que os navios de cruzeiro fazem sua parada, então espere encontrar uma horda de turistas americanos escarrapachados no sol. Você pode chegar a West Bay tanto de táxi normal quanto de táxi-barco. Essa segunda opção é bem mais barata (e divertida!), mas tome cuidado pra não perder o horário: o último táxi-barco sai às 6 da tarde.

Keys

As keys (ou cayes, depende de quem escreve), são como são chamadas as pequenas ilhas espalhadas pelo litoral atlântico da América Central. Roatan possui várias delas ao seu redor e, assim como West Bay, muitas possuem um cenário perfeito de cartão postal. Os passeios são feitos de barco, é claro, então não deixe de pesquisar os diferentes preços nas agências disponíveis. As keys mais famosas de Roatan são Maya Key e Little French Key.

Dolphin encounter

7986523480_5af658bf30_k
Golfinho bom é golfinho livre! (flickr.com/photos/stevenworster/)

Eu sou super contra interagir com animais selvagens quando eles estão presos ou quando são artificialmente atraídos com comida. Com golfinhos então, tenho arrepios só de pensar! Eles passam a vida numa piscina minúscula, fazendo truques, carregando turistas… terrível. Mas este lugar é diferente. No Dolphin Encounter de Roatan, promovido pelo resort Anthony’s Key, os golfinhos vêm de livre e espontânea vontade – por curiosidade mesmo, nem comida eles ganham.  Existe sim uma área cercada, mas ela tem aberturas e os golfinhos são livres para ir e vir. Se você sempre quis interagir com esses animais incríveis (e eles são incríveis mesmo!), este é o lugar.

Parques

Para uma ilha relativamente pequena, Roatan tem uma quantidade surpreendente de parques e afins. Infelizmente, a maioria deles deles explora animais que muitas vezes sequer são nativos do país – como os bicho-preguiça – então não tenho muitas recomendações boas aqui. O único parque que vou indicar é o Carambola Botanical Gardens & Trails (entrada $10), onde você pode ver a flora local e apreciar lindas vistas do mirante. Se quiser aprender mais sobre a biodiversidade hondurenha, não deixe de fazer o tour guiado ($15 por pessoa).

Mergulho

Em Roatan, o mergulho não é a cereja do bolo, é o bolo inteiro. A maioria dos turistas vem pra isso, e com motivo: Roatan tem alguns dos melhores pontos de mergulho das Américas. Achar um bom centro não vai ser difícil, mas aceite um conselho de quem passou uma manhã inteira visitando e pesquisando o preço de cada centro em West End e vá ao Reef Gliders. Barato, uma equipe fenomenal, equipamento novinho, desconto em acomodação… E se você insistir o suficiente, eles te levam a pontos de mergulho não muito convencionais!

Outros

Se depois disso tudo você ainda está procurando alguma coisa pra fazer, que tal:

  • passear pelas lojinhas e restaurantes de West End, a vila onde a maioria dos turistas se hospedam.
  • visitar Coxen Hole, (sim, é esse mesmo o nome) a “cidade grande” de Roatan. É um caos bem hondurenho, vale à pena pra sair da bolha turística e conhecer um pouco como é o país de verdade.
  • fazer uma dessas atividades ao ar livre que toda praia tem. Caiaque, stand-up paddle, andar a cavalo, alugar um quadriciclo ou um segway, surfar…
  • pegar um carro e cruzar a ilha – que seja só pra ver as florestas maravilhosas e as prainhas mais isoladas.

Aí está; o suficiente pra ocupar muitos dias na maior e mais famosa das Ilhas da Baía.

UTILA

Se Roatan tem opções para todos os gostos, Utila tem basicamente duas coisas pra fazer: mergulhar e sair à noite. Sobre as festas eu já falei um pouquinho neste post qui, mas é importante saber também que apesar de haver muitos bares e restaurantes que tocam música e  abrem a pista de dança noite adentro, cada um deles tem seu “dia” e suas festas temáticas. Então fique de olho pra não perder as melhores: um lugar que estava bombando num dia pode estar morto no dia seguinte.

Quanto ao mergulho, as coisas aqui são um pouquinho diferentes de Roatan.  O grande atrativo da ilha são os tubarões baleia, que passam por Utila em migração o ano todo, mas em maiores números entre os meses de março e maio. Se você não estiver indo na alta temporada dos tubarões, não se preocupe. Os pontos de mergulho ainda tem muita biodiversidade a oferecer, e você corre o sério risco de topar com golfinhos, raias manta e muito mais.

Utila também é bem mais barata que Roatan – então se você está querendo fazer algum curso, este é o lugar. Mas atenção! Evite os centros baratos demais: eles não são muito profissionais e mergulho é coisa séria, você não quer deixar sua segurança e educação nas mãos de gente incompetente. Mais uma vez, aceite o conselho de quem visitou quase todos os centros da ilha em pessoa e dê uma olha no Alton’s Dive Center e no Utila Dive Center. Pertencem à mesma família e, apesar de não serem os mais baratinhos, valem o preço que você paga.

14192780_10154538277957146_8224626303142748248_n
O lugar que eu escolhi para passar minha maravilhosa semana em Utila: Alton’s Dive Center.

Pronto. Agora que você tem todas as informações sobre o que fazer em Roatan e Utila, é só pegar a roupa de banho, o protetor solar, e partir para o que será uma aventura e tanto pelo caribe. Eu garanto.